Literatura Inclusiva

No desfile carnavalesco do Agrupamento de Escolas Fernando Távora, realizado no passado dia 24 de fevereiro, em Fermentões, os alunos da Escola EB1 Nossa Senhora da Conceição usaram "trajes que se destacaram pela diferença" (Professor Belmiro, Turma 2 ACO).
Se o produto final foram as máscaras de papel colorido que cobriram os rostos e corpos daqueles alunos, o ponto de partida foram os "Caretos de Podence", figuras enigmáticas do nordeste transmontano, tradição ancestral que deu mote às sessões do mês de fevereiro da "Literatura Inclusiva", uma atividade que em 2017 assiste à continuidade do financiamento pela Clínica Laboratorial de Guimarães, que mais uma vez reitera a sua confiança na educação como promotor privilegiado de mudança social. A elaboração dos próprios trajes foi um processo criativo que permitiu aos alunos pesquisarem e aprenderem mais sobre a história e costumes do seu país, ou seja sobre a identidade portuguesa, "foi, no fundo, uma forma de ensinar Portugal", conforme referiu a Coordenadora da Escola EB1 N.ª Sr.ª da Conceição, Professora Manuela Salgado. O resultado final foi, com certeza, uma festa de apresentação de criações personalizadas, com grande impacto na memória dos alunos, "levei a minha máscara para casa como recordação" (Gonçalo Machado, 4ºano).

 carnaval planoa